quando morre a raiz

o dia a dia devia me dar esperança para me dar com as pessoas, tomar decisões, fazer amigos, e pouco a pouco aumentar o gosto pela vida, que só se vive uma vez realmente. mas cá dentro está tudo como naqueles desenhos animados com castelos no meio de penhascos e um tempo terrivel, cinzento, chuvoso […]