um ano depois

Já fez um ano mas o sentimento de impotência e ingratidão apenas diminuíram a intensidade.
com muita frequência os flashbacks fazem me lembrar o ano em que passamos juntos e que nunca devia ter acabado.
os medicamentos ajudam a não sentir tanto mas têm um limite e quando a tristeza toma conta dos meus sentimentos é sinal que o abismo se aproxima.
começo a redescobrir um irmão que por 30 anos vivia de costas para mim e sinto me inconveniente e desajustado.
o objetivo é reaprender a viver mas sozinho é muito complicado. por muito que me digam que estão lá, a verdade é que não os sinto. Apenas sinto a solidão, a falta de confiança como se de um estranho me tratasse e não sei construir essa ligação. como se eu fosse uma ilha rodeado de ilhas só que a minha ilha está vazia e as outras estão habitadas por pessoas em harmonia.
A morte afasta as pessoas pois é como se quem cá fica fosse culpado dessa morte, uns conseguem viver a vida e outros ficam sempre com uma espécie de culpa por não terem conseguido salvar aquela que nos trouxe ao mundo e nos amou mesmo que nós não suportássemos o nosso reflexo no espelho.
Mais cedo ou mais tarde também irei um dia e até que ponto não será mais justo dar a nossa herança aqueles que vivem a vida e por isso mais precisarão de recursos?
Ou seja, o mundo ajustou se mas eu não e o cansaço é tão brutal por vezes que um pequeno esforço para cair do abismo não aparenta ser a curto prazo nem a solução para uma vida melhor para os que cá ficam.
aceito que fui eu que me isolei, me afastei, e muitas mais falhas terminadas em

ei

mas isso não me traz qualquer gosto pela vida. Tenho saudades de passar o domingo no sofá junto de ti e sentir a tua experiência de vida e a tua maneira particular de amar os teus. Mas não consigo voltar atrás. A casa já não existe. Nem o sofá. Nem o teu mundo de segurança e orientação. Deixa me reviver um fim de semana que seja…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s