quando o único alívio é a fuga

passados tantos anos sobre o início desta maldita falta de vontade de tudo e começo a encontrar outro aliado para não sentir tanto a dor. Além de passar o tempo na cama também me sinto mais aliviado quando em situação de grande ansiedade por algum compromisso que eu tenha que me forçar a ir, desistir e anular o compromisso. Sinto me mal a inventar desculpas ou até a dizer a verdade sobre o que sinto mas é a única forma de aliviar esta pressão intensa que sobe no peito e quase me tira o ar. Apesar de saber que estou a prejudicar as pessoas com quem combinei, que tiveram o trabalho de me convidar, apesar de saber que vou perder mais essa pessoa, a única forma de não sentir a ansiedade é desistir do compromisso. Por isso já perdi alguns amigos para sempre pois quando isto acontece eu fecho portas e janelas e asseguro me que a pessoa não me telefona pois não seria capaz de a atender tal o sentimento de culpa que causa em mim este tipo de situações. Na passada semana foi com um Amigo muito querido que sempre esteve do meu lado mas que eu não consegui ir buscar ao aeroporto nem lhe abrir a porta tal era a ansiedade e neste momento nem sei o que ele pena de mim. De qualquer forma o mais importante é que eu não prejudique a outra pessoa e que me feche o suficiente para que essa pessoa não me ligue pois isso aumenta ainda mais a minha ansiedade e culpa.

Hoje a situação repetiu se com a pessoa mais importante que tenho, o meu irmão. Ele faz anos e convidou me para ir jantar com eles mas à medida que a hora marcada se aproximava a minha ansiedade começou a subir muito e a única forma de eu não ir ao jantar e assim aliviar a pressão foi enviar-lhe uma mensagem a pedir desculpa mas que tinha acontecido o falecimento da mãe duma amiga minha e que eu estava a caminho do funeral. Mesmo assim ele pôs em causa a minha desculpa e eu assegurei que era verdade e que depois falávamos. Mas ainda assim ele não para de me ligar e eu não atendo. Sei que corro o risco de perder a relação com o meu irmão mas ele também tem a vida dele e os filhos e namorada e agora até parece estar muito mais feliz e eu não tenho o direito de lhe estragar ou prejudicar a vida de alguma forma. Não sei porque me sinto cada vez a enfraquecer mais e cada vez a ficar mais isolado mas a calma de não ter obrigações da me paz e isso eh muito importante para mim. Só espero que me perdoem estas atitudes e as compreendam. É só para aliviar a minha ansiedade e me sentir menos culpado por fazer parte das vidas saudáveis como um tóxico. Desculpem me

Anúncios